Home NOTICIAS Piracicaba está entre as cidades mais seguras

Piracicaba está entre as cidades mais seguras

6 min read
0
0
169

No Ranking de Exposição a Crimes Violentos das cidades do Estado de São Paulo, com mais de 50 mil habitantes, Piracicaba aparece na quarta posição entre as mais seguras.

A primeira colocada, São José do Rio Pardo (SP), e a segunda, Mococa (SP), que assim como Piracicaba, também pertencem à área de abrangência do Comando de Policiamento do Interior (CPI-9), da Polícia Militar, e do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-9), da Polícia Civil, como Arthur Nogueira (SP), que ficou na oitava colocação. A terceira colocada foi Valinhos (SP).

O estudo foi elaborado pelo Instituto ‘Sou da Paz’, em parceria com o Estadão. Foi criado a partir do Índice de Exposição a Crimes Violentos (IECV), presente no ‘Sou da Paz’, de 2017, que mede a exposição à violência dos municípios que possuem mais de 50 mil habitantes.

“O índice considera crimes letais, sexuais e contra o patrimônio, e o ranking permite a comparação da vulnerabilidade da população a esses crimes – tanto entre municípios quanto ao longo dos anos”, informa o Instituto, na divulgação do estudo realizada na última quinta-feira (26). Piracicaba registrou uma grande queda na violência. Em 2014, a média do município obteve índice 16,8.

Caiu para 16,1 em 2015, 14,2 em 2016 e chegou a 9,8, em 2017. A primeira colocada, São José do Rio Pardo (SP), tinha índice 7,4, em 2014, aumentou para 8,3, em 2015, chegou a 12,4, em 2016 e regrediu para 8,3, em 2017. A pior cidade do ranking é Lorena (SP), que ficou na 138ª posição, com índice 54,4, em 2017.
Integração

O comandante do 10<SC210,186> Batalhão de Polícia Militar do Interior (10<SC210,186> BPM/I), tenente coronel Willians de Cerqueira Leite Martins, que o ranking demonstra o resultado de um trabalho de gestão de qualidade nos 52 municípios do CPI-9, comandando pelo coronel Lourival da Silva Júnior. “O CPI-9 tem a melhor pontuação entre todos os comandos do Estado no Prêmio Polícia Militar de Qualidade. O trabalho busca a melhor eficiência nas rotinas administrativas e operacionais e deu continuidade ao trabalho realizado pelos comandantes anteriores em toda a região”, afirmou.

Referente a Piracicaba, o comandante ressaltou a integração das forças de segurança e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran) e o empenho da gestão municipal, da sociedade civil, como o Fundo de Segurança (Funseg), clubes de serviços e religiosa. “Tudo isso gera uma sinergia que resulta em bons índices em várias áreas. A imprensa sempre divulga as notícias com dicas de segurança, para os cidadãos permanecerem atentos. As denúncias da população também são fundamentais, mas o maior desafio ainda é melhorar a sensação de segurança, mesmo com a eficácia na queda dos índices de violência”, afirmou.
Isso ocorre, porque depende do cidadão. “Quem já sofreu, mesmo que por uma vez alguma violência, dificilmente recupera a sensação de segurança”, explicou.

O delegado seccional de Piracicaba, Glauco Roberto Rufino, também ressaltou que quatro cidades da região estão entre as 10 melhores no ranking. “Dois fatores foram fundamentais, a integração entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Guarda Civil melhora a prestação do serviço e a investigação, que surte efeito na repressão ao crime e na condenação dos criminosos com provas mais contundentes, permitindo ao juiz determinar penas mais longas”, afirmou.

Load More Related Articles
Load More In NOTICIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Acidente em rodovia no interior de SP provoca 37 mortes, diz PM

Um acidente entre um ônibus e um caminhão deixou 37 mortos e algumas pessoas feridas na ma…