Home NOTICIAS Funcionários que atuam na Aramar entram em greve em Iperó

Funcionários que atuam na Aramar entram em greve em Iperó

2 min read
0
0
82

Cerca de 800 trabalhadores que atuam no Centro Experimental Aramar (CEA), complexo da Marinha do Brasil localizado em Iperó, começaram nesta terça-feira (13) uma greve por tempo indeterminado.

Os funcionários são da Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul), empresa criada pelo governo para atuar em atividades do Programa Nuclear da Marinha (PNM), do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) e do Programa Nuclear Brasileiro (PNB).

A empresa entrou com pedido de liminar requerendo a manutenção dos serviços básicos, de pelo menos 30% do efetivo e de julgamento de dissídio.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Pesquisa, Ciência e Tecnologia em Campinas e Região (SINTPq), que representa a categoria, a reivindicação dos trabalhadores é a reposição da inflação dos últimos doze meses, ou seja, cerca de 3%, mais a recomposição salarial de 8%, uma vez que a categoria teria recebido reajustes abaixo da inflação nos últimos três anos.

Além disso, pedem ainda a manutenção dos benefícios já existentes no acordo coletivo. Já a empresa, propõe manter os benefícios e não reajustar os salários.

A Amazul afirma que “como empresa totalmente dependente do Tesouro Nacional”, não tem autonomia para conceder reajustes nos salários ou nos benefícios oferecidos aos empregados, que devem ser autorizados pelo governo federal.

Para o Acordo Coletivo de Trabalho 2018, a empresa diz que, orientada pelo governo federal, garantiu a manutenção dos benefícios, mas não propôs reajustes para salário e benefícios.

Fonte: Cruzeiro do Sul

Load More Related Articles
Load More In NOTICIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Fernando Vannucci, apresentador, morre aos 69 anos em São Paulo

O apresentador e jornalista Fernando Vannucci morreu aos 69 anos, em Barueri, na Grande Sã…