Home CERQUILHO Homem que mandou matar cunhada após ser ‘investigado’ por detetive particular é preso em Tietê

Homem que mandou matar cunhada após ser ‘investigado’ por detetive particular é preso em Tietê

7 min read
0
0
476

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (22), em Tietê (SP), quatro suspeitos de terem assassinado duas mulheres, de 62 e 44 anos, em dezembro do ano passado em Cerquilho (SP).

As vítimas, Maria Lucia Infanti e Ana Cristina Pilon, eram amigas e foram encontradas mortas a tiros dentro de uma casa, no bairro Nosso Teto.

De acordo com o delegado Agnaldo Ramos, investigações apontaram que o crime teria sido planejado pelo namorado da irmã de Ana Cristina.

O suspeito, de 39 anos, teria descoberto que a cunhada havia contratado um detetive particular para investigar sua vida e encomendou a morte dela enquanto a mulher passaria as festas de Ano Novo na casa da amiga.

“A investigação começou sem indício contra ele, mas o rapaz se colocou como porta voz da família da Ana. Ele não deixava a gente falar com os parentes.

Foi então que nós encontramos na casa dela um contrato com um detetive que tinha informações sobre ele, que foi contratado para investigar a vida do homem. Isso chamou nossa atenção”, diz o delegado.

Execução
Segundo Agnaldo, a Polícia Civil fez levantamento sobre a vida do suspeito e constatou que havia feito contato com rapazes, que teriam sido contratados para executar a cunhada.

Dois deles são irmãos e trabalham como comerciantes. O outro suspeito trabalhava como frentista.

“O que motivou o crime é que ele começou a ter relacionamento com a irmã da Ana e logo ganhou a confiança da família, mas ela começou a questionar atitudes dele, a idoneidade. Então, Ana se tornou um obstáculo para ele, que pretendia tomar dinheiro da família. Por isso decidiu matá-la. As outras vitimas sofreram a tentativa porque estavam juntos com a Ana no dia da execução”, explica o delegado.

Nas investigações, os policiais verificaram que o namorado da irmã da vítima não estava no local do crime, mas ele acompanhou os responsáveis pelos disparos, diz o delegado.

“Ele mostrou a casa onde a mulher estava para que não estivesse erro. Ele esteve com os rapazes em Boituva no dia 23 de dezembro para mostrar o local. Além disso, apuramos que ele teve contato também com os suspeitos logo após o crime, então não restou dúvidas que ele tem envolvimento e que foi ele quem mandou”, diz.

Os quatro suspeitos foram encontrados em suas casas, em Tietê, após a Justiça expedir mandados de prisão temporária.

Na casa de dois suspeitos, que são irmãos, a polícia encontrou seis espingardas, uma delas de pressão, seis pistolas de vários calibres, quase 30 facas e muniçao. Também foram apreendidos celulares e o carro utilizado pelos criminosos.

Todos foram levados para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itapetininga, onde estão á disposição da Justiça.

Ainda segundo o delegado, eles serão indiciados por duplo homicídio e tentativa de homicídio, por porte ilegal de arma e podem pegar até 30 anos de prisão.

Crime
De acordo com o capitão da Polícia Militar, Luiz Antônio da Silva, testemunhas contaram que, por volta das 3h, do dia 28 de dezembro do ano passado, quatro pessoas entraram pelos fundos da casa e efetuaram vários disparos.

O filho de Maria Lucia, que tem 26 anos, também estava no local e foi baleado. Ele teve ferimentos no abdômen e braços e foi socorrido consciente e levado ao pronto-socorro, onde informou que morava com a mãe e que haviam recebido a visita da amiga Ana Cristina.

Na época o jovem alegou aos policiais que somente viu quando uma pessoa com o rosto coberto entrou na casa e atirou contra eles.

Polícia Civil apreendeu armas e munições na casa dos suspeitos de matar amigas em Cerquilho (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte: g1.com

 

Load More Related Articles
Load More In CERQUILHO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Acidente em rodovia no interior de SP provoca 37 mortes, diz PM

Um acidente entre um ônibus e um caminhão deixou 37 mortos e algumas pessoas feridas na ma…